Regras para crianças - Conheça as regras da Supernanny para educar filhos


Educar os filhos nem sempre é fácil e toda ajuda é sempre bem-vinda. Com este foco, foi criado nos Estados Unidos o programa Supernanny, com o objetivo de ajudar famílias fora de controle, que se perderem na educação dos filhos a encontrar novamente o caminho da disciplina em casa.

No Brasil, o programa foi um grande sucesso e teve 11 temporadas entre 2006 e 2011 e até hoje é reprisado. A pedagoga argentina Cris Poli é a nossa Supernanny e entrava nos lares brasileiros para ensinar aos pais melhores maneiras de educar as crianças, sempre com muito amor e limites.

É muito difícil encontrar alguém que tem filhos e nunca ouviu falar do programa ou não conhece a Cris poli. Muitos pais se inspiraram e ainda se inspiram nas dicas do programa e usaram as regras para crianças da Supernnany em seus lares, para ajudar a melhorar a educação dos seus filhos.


E para quem precisa de um conselho de expert, conheça agora as 10 regras da Supernanny para educar os filhos.


1. A autoridade da casa aos pais

Os pais devem ser a autoridade da casa e ter controle da situação. São eles que devem mandar em casa, não os filhos, a babá ou qualquer outra pessoa.

E como autoridade, eles devem assumir a responsabilidade total pela educação dos seus filhos e ditar as regras para crianças. Os pais devem educar e conduzir os seus filhos, sabendo o que é melhor para a criança e mostrando isso a ele.


Pai conversando com o filho - Foto de August de Richelieu no Pexels
Os pais devem também exercer a autoridade sobre as crianças e a casa. Não permita que seus filhos te dominem e tentem assumir o controle, mesmo porque eles são crianças e não tem conhecimento nem noção e precisam de referências e disciplina.

2. Não tenha medo dos seus filhos

Não se intimide ou se assuste frente às atitudes dos seus filhos. Mesmo que eles chorem, gritem, se joguem no chão ou atirem objetos, se mantenha firme e não volte atrás em decisões já tomadas.


Criança fazendo birra

Se você recuar ou se intimidar, a criança ganha mais autoridade e começa a dominar a situação. E dentro em breve, você perderá toda a força e a criança mandará na casa.


3. Os pais são responsáveis pela educação dos filhos

Não terceirize a educação dos seus filhos. Educar os filhos é papel de pai e mãe, não dos avós, da babá, da igreja ou da escola.

Muitos pais que trabalham fora e tem vidas agitadíssimas fora de suas casas acreditam que colocar comida em casa e fornecer luxos e presentes é fundamental, e pode compensar sua ausência. Mas a responsabilidade pela educação dos seus filhos continua sendo deles.


Mãe levando criança à escola

Ninguém além dos pais tem o poder de educar, disciplina e formar o caráter dos filhos e quem deve ensinar o que é certo ou errado são os pais.

4. Falar não

É necessário ensinar os filhos a terem limites e a saber se controlar. Nossa sociedade possui regras claras e quem não sabe lidar com limites tem muita dificuldade em se relacionar na escola, na família e até no trabalho.


Criança ouvindo um não da mãe

Por isso, ensine seu filho a ouvir o "não", para que ele entenda que não pode ter e fazer tudo que bem entende. Mesmo que ele não goste nem um pouco disso, dizer "não" é necessário e faz muito bem para a educação da criança.

Por isso, estipule regras para crianças e diga não sempre que for necessário.


5.Crie uma rotina

Ter uma rotina é fundamental para as crianças e faz parte do processo de educar os filhos. A rotina dá a elas segurança e previsibilidade e se sentem bem quando sabem o que irá acontecer e como.


Crinças se organizando para ter uma rotina

É importante também definir horários para que eles realizem suas atividades, assim terão tempo de fazer tudo que precisam no dia e não ficarão ociosas.

Se você não quer ter horários muito rígidos, planeje o dia dos seus filhos para que eles não deixem de fazer tudo que é importante. Mas é fundamental estipular regras para crianças com respeito as suas atividades.

Sequencie as atividades e tente fazer as atividades diárias que se repetem sempre aproximadamente nos mesmos horários de forma que a criança se acostume com a rotina e comece a segui-la sem problemas.


Uma sugestão que damos é que você utilize um quadro de rotina infantil onde fique claro para o seu filho as atividades que ele terá durante a semana.

Em nosso site temos um lindo mural de rotinas desenvolvido especialmente para essa situação.




6. Brinque

Desfrute da companhia do seus filhos e brinque com eles. Brincar é muito importante para a formação e desenvolvimento da criança e interagir com seus filhos neste momento é uma ótima oportunidade para conhecê-los melhor e ensiná-los cada vez mais.


Pai brincando de guerra de travesseiro com seu filho

Viver em uma casa com regras para crianças é muito importante para a educação e a formação do caráter, mas brincar é fundamental para a criança se relacionar com o mundo.

Brincar com seus filhos não é perder tempo e sim compartilhar momentos preciosos e que não voltam mais.



7. Escute seus filhos

De atenção ao que seus filhos têm a dizer. Busque estabelecer sempre um diálogo aberto e seja receptivo. Procure ser flexível e ter a mente aberta, escute seus argumentos e se coloque no lugar deles.


Pai ajudando seu filho a lidar com as frustrações

Muita coisa mudou desde que você era criança e o mundo definitivamente não é mais o mesmo. Escutando seus filhos, você consegue se conectar com o universo deles e compreende-los melhor, tendo dicas de como interagir e educar os filhos de forma que seja boa para eles, além de manter um canal de comunicação aberto, o que é muito positivo.


8. Use apenas a força da voz

Não bata em seus filhos. Usar agressão não educa ninguém e assusta muito as crianças, que podem até ficar revoltadas ou magoadas com o ato.


Educar de forma positiva
A disciplina deve ser aplicada para educar os filhos, mas nunca através de castigos físicos. Aprenda a usar apenas a força da sua voz e a sua autoridade com seus filhos, sem machucá-los. Punir e castigar não é errado e deve ser feito, mas sem agredir a criança.

9. Não sobrecarregue seus filhos

O excesso de atividades, curso e estudos pode deixa-la muito cansada e sobrecarregada. Uma das regras para crianças é que ela pode e deve ter atividades e se preparar para o futuro, mas com critério e sem exageros. Eles têm a vida toda pela frente, mas uma infância só.


Criança cansanda com o excesso de atividades

Muitas crianças têm crises de ansiedade e se sentem totalmente esgotadas tamanha e a carga de obrigações que tem diariamente. Deixe espaço para seus filhos serem crianças e curtirem a própria infância.


10.Dê pequenas responsabilidades

Delegar algumas tarefas e responsabilidades para as crianças é muito saudável para desenvolver a independência e a autonomia. Por isso, não poupe seus filhos de pequenas responsabilidades e esforços, pois isso ajudará no processo de educar os filhos, os ensinando lições valiosas.


Mãe e sua pequena ajudante

Isso o fará entender que deve trabalhar, conquistar algo e que sua colaboração na família é bem-vinda. Ele também irá valorizar mais o trabalho dos outros, evitando que ele veja todos os que o cercam como serviçais. À medida que for melhorando e aprimorando as suas habilidades, ele também se sentirá satisfeito com as próprias realizações.


11 - Utilize ferramentas que lhe ajude nesse processo


Existem muitas "ferramentas" que podem tornar o processo educativo muito menos cansativo. Abaixo iremos listar alguns e lhe mostrar onde encontrá-los:


  1. Quadro de Icentivo Infantil

  2. Quadro de Rotina Infantil

  3. Cardápio Educativo

  4. Mesada Educativa

  5. Quadro de Tarefas

  6. Adesivo de Regras

  7. Mural de Desfralde






Se você quer mais informações e muitas outras dicas sobre educação dos filhos, continue em nosso site e siga-nos nas redes sociais para ficar sempre por dentro das novidades.

2 visualizações0 comentário